Category Archives: Conselho Deliberativo

Grêmio Sempre presente no Conselho Fiscal do clube.

71612_446717975215_6284618_n

Na última reunião do Conselho Deliberativo, quinta-feira, 30 de março, foi nomeado novo integrante do Conselho Fiscal do clube, órgão de caráter técnico e de atuação importantíssima.

O escolhido é Carlos Schönerwald, integrante do Grêmio Sempre e dono de impressionante currículo na área, o que o credenciou à vaga no Conselho Fiscal.

Carlos possui Doutorado em Economia (Ph.D.) pela University of Utah (2008), Mestrado em Economia do Desenvolvimento pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2004) e Graduação em
Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2001). Atualmente é Professor
Adjunto II da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Anteriormente, atuou como
Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Professor do Programa de Pós-Graduação
em Economia (PPGE) do Instituto de Economia (IE) da UFRJ, Pesquisador Visitante e Bolsista PNPD do
IPEA, Bolsista da Apex-Brasil, Consultor Econômico da CEPAL (Comissão Econômica para a América
Latina e Caribe), Professor do PPG em Economia da UNISINOS, Professor da PUC-RS, Professor
Assistente da University of Utah e Professor Adjunto da Weber State University. Tem experiência na
área de Economia, com ênfase em Econometria, em História do Pensamento Econômico e Economia
Política, em Crescimento e Desenvolvimento Econômico, Organização Industrial e Comércio
Internacional.

Temos certeza do brilhante e idôneo trabalho que será feito por ele junto do Conselho Fiscal. O Grêmio só tem a ganhar com tal cabeça em seus quadros.

Bom trabalho Carlos! Sucesso!!

Um abraço dos amigos do Grêmio Sempre.

GRÊMIO REGISTRA SUPERÁVIT NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016

Na noite desta quinta-feira, no Auditório da Arena, o Conselho Deliberativo do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense se reuniu em sessão ordinária para examinar a apresentação dos demonstrativos contábeis e financeiros do primeiro semestre de 2016. A sessão foi aberta pelos presidentes Milton Camargo, do Conselho Deliberativo, e Romildo Bolzan, do Conselho de Administração. Também participaram da reunião desta noite os vice-presidentes do CA, Adalberto Preis, Antônio Dutra Jr, Marcos Herrmann, Odorico Roman e Sergei Costa; o chefe de gabinete, Marco Bobsin; e os secretários, Paulo Luz e Tiago Brum.

Após apresentação dos demonstrativos contábeis e financeiros por parte do CEO do Clube, Gustavo Zanchi, os conselheiros tomaram conhecimento que o Lucro Líquido da instituição no primeiro semestre deste ano foi de R$ 68.276 milhões. Alguns dados positivos chamaram a atenção, como a Receita Bruta de R$ 205.000 mil, um aumento de 116% com relação ao primeiro semestre de 2015, influenciado pelo novo contrato com a Rede Globo de 2019 a 2024, que rendeu ao Clube luvas e bônus no valor total de R$ 100 milhões. Ainda assim, sem o novo contrato, o aumento foi de 8%, equivalente a R$ 8 milhões, em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, houve uma redução de 11,5% na despesa total. O que equivale a R$ 16 milhões em relação ao primeiro semestre de 2015. Outro dado relevante foi o número do EBITDA de R$ 105.592 mil, que se mostra muito superior aos números do ano passado, que eram de R$ 2.023 mil. O indicador financeiro representa quanto a instituição gerou de recursos por meio de suas atividades operacionais, sem contar impostos e outros efeitos financeiros. Para finalizar, falando sobre o endividamento, o Clube efetuou o pagamento de aproximadamente R$ 40 milhões de passivos.

Os números apresentados deverão ser disponibilizados no Portal de Governança a partir desta sexta-feira.

Fonte: gremio.net

Esclarecimento do déficit Do Grêmio

Na última segunda-feira as contas da gestão Fábio Koff foram aprovadas no Conselho Deliberativo do Grêmio. Surgiram algumas dúvidas entre os torcedores e na imprensa e relação ao déficit apresentado, a seguir reproduzimos coluna do Hiltor Mombach no Correio do Povo de hoje onde o Vice-Presidente do Conselho de Administração do clube, Odorico Roman, deixa bem claro a causa do déficit.

Foram aprovadas na segunda-feira as contas da gestão Fábio Koff.
O déficit ficou em R$ 31,6 milhões.
Para muitos, isto se deve a “gastança” promovida pelo futebol.
O vice-presidente Odorico Roman discorda:
“O déficit se origina de duas fontes principais: o carregamento do estoque de dívidas históricas, que consumiram R$ 35 milhões entre juros e encargos, e a queda de arrecadação do quadro social.
Neste item, houve um pico de arrecadação em 2013 (R$ 57,6 milhões), com queda para 50,6 milhões em 2014.”
Na avaliação de Odorico, o termo ”gastança” tem sido usado sem base na realidade.
Cita que o custo total de pessoal do futebol profissional em 2014 (considerando salários, direitos de imagem, encargos sociais etc…) foi apenas 6% superior ao custo de 2012 (último ano da gestão Odone).
Variou de R$ 91,0 milhões para R$ 96,5 milhões, menos do que a inflação dos últimos dois anos.””

Importante salientar o esforço da Direção gremista em cumprir à risca sua política de austeridade planejada no início do ano, um sonho de todo gremista que espera ver o time de volta às grandes conquistas, que vem se tornando realidade com a redução significativa da folha de pagamentos e também a quitação de dívidas antigas. O Grêmio mais uma vez larga na frente dos adversários no que se refere ao saneamento das finanças do clube.